CDAP

COMISSÃO DE DEFESA, ASSISTÊNCIA E PRERROGATIVAS DOS ADVOGADOS

NOTÍCIAS

05.10.16   

“O papel da OAB/RS é representar incansavelmente o advogado e as suas prerrogativas onde quer que ele esteja”, afirma Breier

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

Foto: Lucas Pfeuffer - OAB/RS

O presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, palestrou, na noite desta quarta-feira (05), no I Happy Hour promovido pela Associação dos Advogados Trabalhistas de Empresa do Rio Grande do Sul (Satergs). O dirigente abordou o tema: Defesa das prerrogativas dos advogados da Justiça do Trabalho, no auditório da seccional gaúcha.

O presidente da Satergs, Eduardo Caringi Raupp, abriu o evento destacando que a ideia do encontro é debater assuntos de interesse que envolvem o dia a dia da Justiça do Trabalho. “O tema das prerrogativas é um assunto que muitas vezes nos passa despercebido, mas que é de extrema relevância para todos nós advogados”.

Segundo ele, atos de violações às prerrogativas é uma problemática frequente na JT. “Especialmente na advocacia trabalhista e na advocacia patronal, temos uma cultura de violações que vem sendo praticados de forma constante. O meu receio é que temos criados juízes superpoderosos e advogados medrosos. Se não conhecermos até onde podemos ir, se não ficarmos atentos aos canais que podemos denunciar essas violações e sabermos o que a OAB/RS pode fazer por nós, vamos deixar criar ainda mais forte essa cultura que vem do passado e que não podemos permitir mais”, afirmou.

Na sua explanação, Breier ressaltou que o papel da OAB/RS é representar incansavelmente o advogado e as suas prerrogativas aonde quer que esteja, bem como destacou o resgate da instituição a partir de 2007. Conforme Breier, a entidade teve, durante muitos anos, uma cultura de não pensar e acolher o advogado. “A OAB/RS vem mudando essa postura desde a gestão do presidente Claudio Lamachia e a do presidente Marcelo Bertoluci. Hoje estamos atuando também fortemente para estarmos mais próximos dos advogados”, frisou o dirigente.

Breier ainda afirmou que há muitas violações de prerrogativas na Justiça do Trabalho. “Às vezes há mais casos [na JT] que em alguma uma delegacia de polícia, em que o advogado, de certa forma, não possui respeito de uma simples audiência até na intromissão dos seus honorários”, disse.

Dando sequência na sua retórica, o dirigente seccional salientou que a Comissão de Defesa, Assistência e Prerrogativas dos Advogados (CDAP) é o carro-chefe da sua gestão e que irá capacitar ainda mais a comissão. “Contratamos três advogados, estamos informatizando a comissão, temos um canal 24 horas, um presidente atuante e membros que julgam rapidamente e dão as respostas efetivas aos processos que atentam contra os advogados”, explicou.

“Essa direção está de portas abertas para o diálogo, e vamos sempre procurar da melhor maneira possível representar os advogados gaúchos e os advogados trabalhistas no exercício de suas funções”, concluiu o dirigente seccional.

Dando continuidade ao encontro, o presidente da CDAP, Eduardo Zaffari, conversou com os profissionais ampliando o diálogo sobre o funcionamento da Comissão. De acordo com ele, os profissionais precisam conhecer as suas prerrogativas e saber como pedir auxílio no momento necessário. “Eu estou 24 horas de plantão para auxiliar todos os advogados que pedirem um esclarecimento. Hoje há na Ordem 100 profissionais atuando de forma abnegada em favor da defesa das prerrogativas, além de termos três advogados que são pagos pelas nossas anuidades para nos defender”, explicou. “Não devemos temer juiz, promotor, delegado, e isso não quer dizer que tenhamos que ser deselegantes, mas que entendamos que temos a condição de defender as nossas prerrogativas quando a conhecemos devidamente”, disse.

Zaffari ainda salientou que o site da Comissão está disponível para que todos possam acessar e consultar as prerrogativas. “Precisamos da ajuda dos senhores. Tragam ao conhecimento da Ordem as violações das prerrogativas para que possamos levar à corregedoria ou ao CNJ, a fim de que eventualmente seja concedido um desagravo público”, destacou.

Plantão CDAP 24 horas: 51.8170-7556

Vanessa Schneider
 jornalista 

REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Istagram
Facebook
Twitter
RECEBA INFORMAÇÕES
e-mail
Whatsapp
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Rio Grande do Sul - CDAP
Rua Washington Luiz, 1110 - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS
© Copyright 2017 OAB/RS - CDAP    |    Desenvolvido por Desize