Caravana das Prerrogativas percorre São Sebastião do Caí, Montenegro e Estrela nesta terça-feira (17)


16.12.13

A segunda edição da Caravana das Prerrogativas da OAB/RS segue percorrendo as subseções de todo o Estado, com o intuito de conhecer, prevenir e sanar casos de desrespeito profissional. Nesta terça-feira (17), as audiências públicas serão realizadas nas sedes de São Sebastião do Caí (Av. Egidyo Michaelsen, nº 1000) às 9h; e Montenegro (Rua Amaury Daudt Lampert, n° 353) às 14h; e Estrela (Rua Bruno Schwertner, Nº271, Centro), às 17h.

Nos próximos meses, ocorrerão reuniões em Casca, Marau e Tapejara (28 de janeiro); Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Salto do Jacuí e Sobradinho (06 e 07 de fevereiro); e Torres, Bom Jesus e Vacaria (27 de fevereiro). O roteiro iniciou por Viamão e Não-Me-Toque.

Ao reunir-se com os advogados das subseções, o presidente da Comissão de Defesa, Assistência e das Prerrogativas (CDAP), conselheiro seccional Eduardo Zaffari, destaca que é essencial que os profissionais participem dos encontros para contribuírem com informações. "Após a visita, é instaurado um expediente sobre os problemas enfrentados, e a CDAP prontamente adota medidas com relação ao que foi relatado pelos advogados", afirmou.

Pioneirismo da OAB/RS

Segundo o presidente da entidade, Marcelo Bertoluci – que conduziu a CDAP e iniciou o projeto em 2011 – as reuniões com as subseções são constantes. "Com as visitas que realizamos, tivemos resultados positivos e a oportunidade de intensificar a atuação da entidade em relação às prerrogativas e conhecermos, in loco, cada dificuldade enfrentada pelos advogados", assegurou Bertoluci, que lembrou que a OAB/RS foi a primeira seccional a implantar, neste ano, a Procuradoria Regional de Defesa das Prerrogativas.

O pioneirismo da OAB/RS com a Caravana das Prerrogativas foi reconhecido pelas demais seccionais, que estão implantando o projeto por meio da Campanha Nacional pela Dignidade dos Honorários, que é coordenada pelo vice-presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia.
A iniciativa já funciona em Santa Catarina, Bahia, Piauí, Rondônia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Tocantins, Paraíba, Goiás, Acre e Amapá.

Juliana Jeziorny
Jornalista - MTB 15.416