OAB/RS assiste subseção de Espumoso em reunião com juiz-corregedor do TJRS


03.09.19

O chefe do gabinete da presidência da OAB/RS, Júlio César Caspani, acompanhou uma comitiva da subseção de Espumoso durante uma reunião com o juiz-corregedor do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, André Pires, no Palácio da Justiça, na tarde da terça-feira (03). Na oportunidade, os advogados conversaram com o magistrado sobre o escasso número de servidores na Comarca de Espumoso, que também abrange as cidades de Alto Alegre e Campos Borges.

Reunião na OAB/RS

Antes da reunião na Corregedoria, o presidente da seccional gaúcha, Ricardo Breier, recebeu o presidente da OAB Espumoso, Tiarle Drum, para falar sobre o tema, bem como sobre as demais demandas da advocacia da região. “O diálogo aberto com as subseções é uma das principais atribuições da nossa diretoria. Dessa forma, é essencial realizar tais reuniões, e a advocacia gaúcha sabe que estamos sempre de prontidão para ouvir as necessidades de todas as regiões”, frisou Breier.

Reunião na Corregedoria

Durante o encontro com o juiz-corregedor, Drum relatou a situação vivenciada na Comarca: “Existem mais de 7,7 mil processos em Espumoso, e há apenas dois servidores para lidar com o todo o trabalho, sendo que um deles sairá de licença em breve. Este que sobrar terá ainda mais sobrecarga de trabalho”, asseverou. Drum também sugeriu que fosse implantado um projeto de apoio na Comarca, trazendo servidores de outras cidades para reforçá-la.

Ao ouvir os advogados, Pires confirmou que a situação da Comarca de Espumoso está sendo observada pelo Tribunal, e que a designação de novos servidores depende da aprovação de um Projeto de Lei na Assembleia Legislativa do RS. “Compreendemos a preocupação da advocacia e estamos trabalhando dentro do possível para controlar o quadro. Assim que o PL 93 for aprovado na ALRS, os cargos de técnicos judiciários serão criados, e a Comarca de Espumoso certamente receberá novos servidores”, disse.

Ao final da reunião, Caspani reforçou a importância do diálogo entre as Instituições: “Temos uma relação de parceria e muito respeito com o TJRS. Logo, o diálogo é fundamental para que possamos atuar e solucionar as dificuldades diárias”, falou.

Também participou do encontro, a julgadora do Tribunal da Ética da OAB/RS e advogada de Espumoso, Circe Lisiack.