3º e 4º Encontro Aberto de Direito Bancário


04 e 12 de maio de 2015


- Porto Alegre - RS


Os cursos são gratuitos e as inscrições devem ser feitas presencialmente na ESA (Rua Washington Luiz, 1110 – 7º andar). O objetivo é democratizar e pulverizar o acesso à matéria e questões envolvendo o Direito Bancário.

 A OAB/RS promove, por meio da Comissão Especial de Direito Bancário e da Escola Superior de Advocacia, o 3º e o 4º Encontro Aberto de Direito Bancário. O objetivo é democratizar e pulverizar o acesso à matéria e questões envolvendo o Direito Bancário.

Ambos os eventos serão realizados na sede da OAB/RS (Rua Washington Luiz, 1110). O 3º Encontro será no próximo dia 04 de maio, das 19h às 21h na Sala de Sessões do Conselho Pleno – 14º andar. O 4º Encontro será no dia 12 de maio, e ocorrerá no Auditório Guilherme Schultz Filho – 2º andar.

O curso é gratuito e as inscrições devem ser feitas no link http://inscricaoesa.oabrs.org.br/. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 04/05/15 para o 3º Encontro e até o dia 12/05/15 para o 4º Encontro.

O curso é coordenado pelo especialista em Direito Empresarial pela UFRGS e 2º vice-presidente da Comissão Especial de Direito Bancário da OAB/RS, Júlio Carlos Blois Vaz e pela integrante da Comissão Especial de Direito Bancário da OAB/RS, Samanta Silveira Ribas.

3° Encontro Aberto de Direito Bancário – 04/05/15
Das 19h às 21h (Rua Washington Luiz, 1110 – 14º andar)
 
Alexandre Schmitt da Silva Mello – O palestrante, mestre em Direito pela PUCRS, professor de Direito da UNIRITTER e membro da Comissão Especial de Direito Bancário da OAB/RS, falará sobre o tema “Inovações Processuais no Procedimento de Busca e Apreensão”.

4° Encontro Aberto de Direito Bancário – 12/05/15
Das 19h às 21h (Rua Washington Luiz, 1110 – 2º andar)

Celso Lopes Seus – O tema da palestra do mestrando em Direito, membro efetivo do IARGS e 1º vice-presidente da Comissão Especial de Direito Bancário da OAB/RS, será “A Estrutura do Contrato Bancário e a Jurisprudência em Recursos Repetitivos pelo STJ”.


Camila Cabrera
Jornalista – MTB 16.528