Página inicial
CAA/RS | ESA | OAB Prev
22.04.21  |  15h06

CEIR promoverá o I Seminário Abril Indígena


Compartilhar

Desde 1943, no Brasil, o mês de abril é marcado por celebrações voltadas à história e à cultura indígena no país. Também é um período de reafirmação do compromisso com os princípios de proteção, respeito e preservação das culturas e das organizações sociais dos povos originários. Nesse sentido, a Comissão Especial da Igualdade Racial da OAB/RS (CEIR), realizará, nos dias 26 e 27 de abril, a partir das 18h, o I Seminário Abril Indígena CEIR/RS. Em formato de webinar, o evento será transmitido via plataforma Zoom e, também, pelo canal da OAB/RS no YouTube.

Clique aqui para se inscrever e garantir o seu certificado de participação.

De acordo com a organização, o evento se propõe a incentivar o debate e a reflexão sobre a cultura indígena no Brasil, buscando a promoção e a preservação desta população: “Realizaremos este evento tendo em vista a importância da população indígena para a construção do nosso país, dos nossos valores e da sociedade e, sobretudo, para estimular o conhecimento e a diversidade cultural, através das raízes, das tradições e dos costumes dos povos originários. A OAB/RS tem como objetivo, através deste projeto, promulgar o respeito às diferenças, sejam elas de raça, sejam de gênero, de credo, de etnia ou de cultura”, salienta Karla Meura, presidente da CEIR da OAB/RS.

Serão dois dias dedicados à discussão de temáticas, como: direitos indigenistas, cidadania e Estado de Direito, com a presença de lideranças e autoridades indígenas e dos demais âmbitos da sociedade. “Espera-se que, neste evento, seja possível apresentar temas que tratem, dentre outros assuntos, sobre educação, saúde e invisibilidade dos povos indígenas. São questões que perpassam a atualidade com os principais desafios no âmbito normativo para as comunidades”, observa Thaís Recoba Campodonico, coordenadora do Grupo de Trabalho Povos Indígenas da CEIR.

O público pode esperar um debate rico em reflexões sobre coletividade, solidariedade, cidadania e respeito à diversidade. “A nossa expectativa é a de que os indígenas façam parte do Sistema OAB, passando a ocupar os diversos espaços de cidadania que também pertencem a eles. Vemos, neste evento, a oportunidade para a população não indígena conhecer a temática e somar-se à luta por efetivação dos direitos indigenistas”, pontua Karla.

 

 

JORNAL DA ORDEM
RSS Spotify YouTube Flickr Istagram Facebook Twitter
Versão Desktop