CDTI

COMISSÃO DE DIREITO DA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

NOTÍCIAS

31.08.20   

ESA/RS, em parceria com CDTI, realiza treinamento sobre sistema eproc

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

Foto: Divulgação: Comunicação OAB/RS

A tecnologia tem sido, cada vez mais, pauta nos diálogos dos advogados e das advogadas. Uma das mudanças e atualizações precursoras que têm feito significativa diferença no dia a dia de trabalho da advocacia gaúcha é o sistema eproc, que foi tema do evento realizado, nesta quinta-feira (27), pela Escola Superior de Advocacia da OAB/RS (ESA/RS), em parceria com a Comissão de Direito da Tecnologia e Inovação da OAB/RS (CDTI), "Processo Eletrônico na Justiça Estadual - Da organização do escritório à prática no eproc".

O evento teve como objetivo esclarecer as principais dúvidas trazidas pelos advogados, para que possam utilizar o sistema. Também foi relembrado o espaço criado, no site OAB/RS, dedicado exclusivamente a capacitações, por meio de vídeos online, que resumem os principais pontos para o uso do sistema, denominado eproc em 8 minutos

O presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, ressaltou que, até que toda a digitalização esteja completa em todo o Estado, é necessário capacitar a advocacia, e é muito bom ver a Escola operante, atualizada, utilizando as ferramentas disponíveis para deixar o ensino mais democrático: "Tenho dito que a tecnologia veio para nos dar democracia e levar o ensino a todos os cantos desse Brasil. O trabalho desenvolvido pela ESA/RS já ultrapassou as fronteiras terrestres do Rio Grande do Sul e tem servido de base para outras seccionais, e todo o trabalho em dedicação ao conhecimento tem sido reconhecido, agora muito mais no sentido da expansão, utilizando a rede virtual para levar todo o nosso trabalho adiante. Muitos dos nossos colegas que gostariam de fazer os cursos da Escola, e não tinham tempo de se deslocar até o OAB/RS Cubo, têm podido fazer os cursos a distância, pois cultura é libertação, e levar o conhecimento aos advogados a qualquer instância é fundamental".

O membro honorário vitalício da Ordem, Claudio Lamachia, ressaltou a cronologia e evolução da tecnologia, uma trajetória que teve início no ano de sua gestão, com a colocação de antenas de transmissão via satélite para que houvesse a aproximação com as subseções. “Havia uma distância muito grande entre as subseções e a seccional do Rio Grande do Sul, então começamos a instalação dessas antenas, para que fosse possível transmitir todos os cursos da ESA/RS, de maneira tele presencial, através do convênio firmado com a Associação dos Advogados de São Paulo (AASP), que foi muito benéfico para todos nós, e depois, então, também levando esse convênio para a OAB Nacional. Hoje temos uma ampla tecnologia, em toda sua forma plena, levando o conhecimento para todo o Estado”.

A diretora-geral da ESA/RS, Rosângela Herzer dos Santos, ressaltou a importância do evento, que busca auxiliar e instruir a advocacia para que tenha os conhecimentos necessários para poder trabalhar utilizando o sistema eproc: “Que possamos seguir com uma advocacia cada vez mais capacitada, mesmo neste difícil momento de pandemia. Que possamos seguir nos capacitando e nos qualificando para o futuro da nossa profissão”.

O diretor de cursos não presenciais da ESA/RS, Eduardo Lemos Barbosa, destacou o amplo interesse da advocacia na capacitação do sistema, destacando que o evento contou com mais de 700 inscritos, e a importância de possibilitar essa capacitação aos advogados e às advogadas.

O presidente da CDTI, Filipe Pereira Mallmann, chamou a atenção também para os serviços prestados pela Comissão. Dentre eles estão Lives, todas as quartas-feiras, às 13h, pelo canal do YouTube da CDTIOABRS; além de poder incentivar debates sobre tecnologia e inovação, no sentido de fomentar o desenvolvimento de softwares para a advocacia, que auxiliem o seu dia a dia.

Utilização do eproc

Mallmann destaca a importância da advocacia de se reinventar e se atualizar, para modernizar seu escritório, entendendo que a inteligência artificial pode auxiliar a otimização dos processos. Quanto a aspectos práticos na utilização do sistema eproc, o palestrante destaca que não é necessário comprar um computador novo e específico para usar o sistema, porém, caso o advogado esteja buscando modernizar suas máquinas para trabalho, são recomendados computadores que atendam a seguinte configuração: processador Core i3 ou Core i5, com 4GB de RAM e 500Gb a 1Tb de HD.

Além disso, também é útil a utilização de um segundo monitor, junto ao computador, a fim de facilitar a leitura dos processos e da anotações em um documento separado, economizando o tempo de minimizar e maximizar o PDF que está sendo lido. “O segundo monitor trará um conforto muito maior e economizará tempo, e tempo é dinheiro dentro da operação”, Mallmann chama a atenção.

Quanto ao sistema operacional a ser utilizado no computador, é necessário que seja o Windows, que é compatível com o sistema eproc.

Outra dica importante destacada pela Comissão, é ter um bom scanner no escritório, para operacionalizar e acelerar a tarefa de digitalizar os processos. As sugestões de máquinas são: Kodak Scanmate i940; Brother DCP-L5652DN; Scanner Epson Gt; e Fujitsu Scansnap lx500 Wifi.

Durante o evento, o membro da Comissão, Juliano Lopes Bochi Brum, demonstrou o passo a passo de como se cadastrar no sistema, através do uso do CPF e número de OAB. Além disso, prestando esclarecimentos sobre o sistema. Também esteve presente o palestrante vice-presidente da CDTI, Cesar Emílio Sulzbach.

 

O evento foi gravado na sua íntegra e está disponível no Canal no YouTube da ESA/RS.
 

Eproc

O eproc foi idealizado e desenvolvido, com o apoio da OAB/RS, por magistrados e servidores da Justiça Federal da 4ª Região. Por atender todas as matérias e todos os graus, é considerado pelos usuários um sistema consolidado, por sua agilidade e pelas funcionalidades. A partir de relatos e contribuições de advogados de diferentes regiões do Rio Grande do Sul, o TJRS iniciou o processo de transição para o mesmo processo eletrônico do TRF4.

Texto: Niége Moreira
Imagem: Divulgação.
Assessoria de Comunicação OAB/RS
(51) 3287.1867/1821

REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Istagram
Facebook
Twitter
RECEBA INFORMAÇÕES
e-mail
Whatsapp
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Rio Grande do Sul - CDTI
Rua Washington Luiz, 1110 - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS
© Copyright 2020 OAB/RS - CDTI    |    Desenvolvido por Desize